Telefone Fixo (11) 5094-4466 Whatsapp (11) 99496-8470
Tan Tan de Madeira Rajado 113-c Contemporânea

Tan Tan de Madeira Rajado 113-c Contemporânea

SKU 98546
R$ 499,00
10 x de R$ 49,90 sem juros
ou R$ 449,10 à vista (com 10,00% de desconto no Boleto Bancário / Transferência Itaú)
Quantidade

Produto Indisponível

Avise-me quando chegar

Consulte opções de parcelamento

1 x sem juros de R$ 449,10 (Desconto de 10 %)

2 x sem juros de R$ 249,50

3 x sem juros de R$ 166,33

4 x sem juros de R$ 124,75

5 x sem juros de R$ 99,80

6 x sem juros de R$ 83,16

7 x sem juros de R$ 71,28

8 x sem juros de R$ 62,37

9 x sem juros de R$ 55,44

10 x sem juros de R$ 49,90

R$ 499,00
10 x de R$ 49,90 sem juros
ou R$ 449,10 à vista (com 10,00% de desconto no Boleto Bancário / Transferência Itaú)
Quantidade

Produto Indisponível

Avise-me quando chegar

Consulte frete e prazo de entrega

Não sabe o CEP?

informações

O TAN TAN Contemporânea de madeira proporcionando maior projeção de graves e frequências profundas, ideal para samba, pagode e todos os derivados e ou adjacentes.
Além da projeção sonora excelente, esse tan tan carrega toda a reputação por trás da marca preferida pelos melhores profissionais do gênero.

A Linha Samba, choro e pagode traduz a essência desses ritmos: tradição. Quem entende, sabe que os instrumentos precisam ter personalidade e afinação, para segurar o clima e embalar quem esta por perto. Para comprovar o que estamos dizendo, repare nos palcos dos melhores shows de samba ou nas mais tradicionais rodas de choro. Os profissionais escolhem a contemporânea!


A Contemporânea:

A história da Contemporânea começa pela atitude e visão de um homem que percorreu os caminhos do pioneirismo: Miguel Fasanelli - ex-balconista de uma tradicional loja de instrumentos musicais de São Paulo.
Em 1946, o Sr. Miguel, como era chamado, resolve mudar de vida e entra na sociedade de uma pequena oficina de 150 m2, que reformava instrumentos musicais de sopro.
Dois anos após a abertura, a oficina já era bem conceituada entre os músicos. Nessa mesma época, São Paulo é palco de um grande movimento para a popularização do samba. Ainda de forma clandestina, surgiam os primeiros encontros de blocos carnavalescos na cidade.
Com o crescimento do samba e um atendimento de qualidade, o Sr. Miguel conquista a preferência e a amizade de integrantes, diretores e presidentes dos blocos carnavalescos e escolas de samba da cidade. Nessa época, não existiam instrumentos específicos para o samba, mas com a ajuda de músicos e amigos, o Sr. Miguel começa a alterar as medidas dos instrumentos de fanfarra para adequá-los a um característico ritmo brasileiro. Bombos viraram surdos. De surdinhos surgiam repiniques. Das caixas de 14" foram criadas Malacachetas.
Assim, pouco a pouco, a Contemporânea começa a virar ponto de encontro de músicos. Ao entrar na "loja do samba" era comum encontrar o Sr. Miguel tomando um café com Clara Nunes, Jorge Ben e sua banda Zé Pretinho, Beth Carvalho, Xangô e Babanda Mangueira, Martinho da Vila, Nelson Cavaquinho, Cartola, Jorginho do Império, Ciro da Mangueira, Grupo Independente da Bahia, Israel Gimpel, entre outros famosos.

Indique a um amigo

Preencha os campos abaixo e clique em Indicar Produto.
A sua indicação será enviada para o e-mail especificado.

Avaliar produto

Preencha seus dados, avalie e clique no botão Avaliar Produto.
Muito Ruim Ruim Bom Muito Bom Excelente

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca
Newsletter
CADASTRE-SE E RECEBA OFERTAS EXCLUSIVAS: